A ESTUPIDEZ HUMANA

Not-Stupid

 

 

Ao fim de mais de 40 anos de vida e quase 35 anos de associado do Clube de Futebol Os Belenenses, tenho vindo a assistir a cenas que me permitem recordar uma das mais básicas regras de comportamento e relações humanas: nunca discutas com um estúpido!

Têm existido episódios absolutamente desinteressantes, e outros extremamente graves, mas que ilustram bem esta triste realidade em que vivemos. De facto, não é novidade para ninguém que hoje em dia cada um só olha para o seu próprio umbigo, e muito poucos estão dispostos a fazer o mínimo esforço para defender algum interesse que não seja seu, quanto mais um colectivo. Isto passa-se em todo o lado e não tem nada a ver com estratos sociais, nem com formação acadêmica. E passa-se infelizmente no meu Belenenses.

Tem pura e simplesmente a ver com a total falta de valores, de ética, de bom senso, de razoabilidade que grassa na sociedade portuguesa e nas outras todas, provavelmente também. Ao fim e ao cabo, parece que de tanto olhar para o seu próprio umbigo, cada vez mais as pessoas na sua generalidade têm dificuldade em colocar-se no lugar dos outros. E no futebol, o que hoje é verdade amanha é mentira. Não pode ser.

Isto a propósito das situações que tenho assistido, entre o Clube de Futebol e Os Belenenses e a Belenenses Sad. Uma delas pretende obter benefícios a que não tem direito, exercendo uma vantagem que tem sobre a outra. Uma espécie de chantagem. A situação é revoltante, dada a absoluta falta de razoabilidade face ao que está em causa e a atitude arrogante e ofensiva de uma das partes.

Acredito que a actual Direcção do Clube de Futebol os Belenenses, bem como a anterior, tenham perdido totalmente a paciência com a outra em causa, e que tenham vontade de confrontá-la na sua própria linguagem, respondendo-lhe à letra aos desaforos e má criações, enfim vontade de descer o nível do diálogo no pressuposto de que será o adequado para que, finalmente, percebam.

Mas não vale a pena. Porque a partir do momento em que o diálogo desce de nível, já não volta a elevar-se e a razoabilidade e o bom senso que se pretende, ficam definitivamente arredados do litígio. Assim que se veem acossados, os tontos reagem com toda a violência verbal e irônica que podem, ofendem tudo e todos, tentam provocar a separação e não alteram nenhuma das suas exigências, ainda que arriscando-se a não obter nenhuma vantagem. O tempo irá dar razão.

E eu sinto-me ofendido, quando me chamam benfiquista de classe C, ou quando me intitulam vendido ou até corrupto. Não o sou, nem nenhum verdadeiro Belenenses o é…….

É impossível dialogar! Já o foi com o antigo presidente, António Soares, e com o actual, Patrick Morais de Carvalho. Já todos perceberam, uns mais tarde que outros, da impossibilidade gritante de aproximação. Porque será? Serão todos os presidentes do Clube de Futebol os Belenenses uns incapazes? Todos? Não me parece.

Ou será que existem interesses de betão por “detrás da cortina” do futebol?

A estrategia é sempre a mesma, dividir os sócios para reinar! Promove-se o atrito e a intriga, e agora, pasme-se, já só se fala em adeptos, colocando os SÓCIOS num plano secundário, para serem “servidos em cebolada”.

De facto, nunca podemos descer o nível. Não podemos deixar nunca o diálogo descer ao nível de quem não tem educação, nem valores. Se não nos entendemos, devemos pura e simplesmente abandonar o diálogo e tentar outra abordagem, pratica e concreta, com eficiência e eficácia.

Com caracter de urgência, convoque-se rapidamente uma Assembleia Geral do Clube, uma reunião geral dos Sócios, onde todos possam ser esclarecidos e devidamente confrontados com esta já cansativa dura realidade. E nessa só podem estar os verdadeiros Belenenses, os que sentem e vivem orgulhosamente o seu Clube!!!!!

 

“Nunca discutas com um estúpido porque tens de descer ao nível dele e ele ganha-te pela experiência.” (frase atribuída a Mark Twain)

0

apolena

apolena@belenenses2019.com